Posts com as tags:

Como pintar geladeira

27 out 2015

Como pintar uma geladeira velha com rolinho

Gente, sério, a empolgação é tão grande que quase venho aqui em caixa alta, mas controlarei meuzânimos.

Amôôlis do meu colassaum, de boa, é porque fiquei um bom tempo pesquisando pra acertar de primeira a pintura da minha geladeirinha e deu muito certo. Tô aqui reformando a cozinha-mini-corredor devagar. Avaliando aqui, testando cá, enquanto termino o DECOLA!LAB, projeto alguns cantinhos de clientes e moldo meu novo modelo de negócio. Ou seja, tudo ao menos tempo e agora, por isso tanta demora pra atualizar o blog. Mas prometo que é por um tempo, porque já já vem muita coisa boa por aí.

Então, há tempos pensava em pintar a geladeira. A cor que decidimos no início era a vermelha. Ela é velhinha, tá com a gente há 9 anos, mas funciona perfeitamente, porém a estrutura já pedia arrego há tempos. Muita parte enferrujada, arranhada, quebrada depois de mudanças e mudanças. Comprar uma nova agora, jamé. ” Ô menina murrinha, mão de vaca..” É? Experimenta morar em Euros e ganhar em Real? hahaha 😀 😀

Ok, voltando pra seriedade que este post requer. Acontece que não havia nenhuma informação mais clara e detalhada de como pintar geladeira com rolinho de espuma e esmalte sintético pela net. Encontrava alguns tutoriais em spray, como este bem bacana da Thalita e quase nada com rolinho. Mas usar tinta spray aqui no apê-micro-sem-varada só em peças pequenas. Se você usa ou já usou tinta spray, sabe o quanto de pó ela solta, o quanto espalha e dificulta a limpeza de um lugar fechado e pequeno. Só mesmo se fosse um lugar mais aberto. Fora que o gasto com material aumenta. Precisaria de umas 4 ou 5 latas de spray pra pintar a geladeira enquanto com rolinho, usei menos de uma lata de 900ml e já tinha, nem precisei comprar.

Achei um tutorial em um blog gringo também, com pintura em rolinho, mas queria mais opções. Sendo assim, fui praticar minha comunicación por aí. Ia em um oficina ali, numa loja de tinta aqui, direto com quem entendia do assunto, tanto quem tinha conhecimento técnico quanto prático. Aí descobri opções muito boas e dicas infalíveis que os caras me deram pra fazer uma boa pintura e vou compartilhar o que aprendi, beleza?

DICA 1

Antes de qualquer coisa, desliguei a geladeira, néamm? Separei todos os materiais que ia usar pra pintura antes, pra facilitar as etapas e o manuseio do material. Pra organizar todo o processo e não me atrapalhar. Aí o que usei:

– Uma lata de 900ml de esmalte sintético à base de solvente (e não de água). Eu já tinha uma de algum tempo.

– Tinta spray para metal branca

– Aguarrás

– Álcool

– Óleo Desengripante Tira Ferrugem. O nome é feio, mas é apenas um óleo que limpa, lubrifica e protege a área do metal do ferrugem

– Rolinho médio de espuma. O mais indicado pra trabalhar com este tipo de Esmalte

– Pincel fino e macio

– Lixa para metal Nº 180. Essa é mais fina, pra não fazer tantos arranhões na superfície.

– Chave de Boca nº10

– Chave de Fenda. Qualquer uma mais fina, só mesmo pra desencaixar as peças

– Fita crepe, estilete e lápis

– Óculos protetor, máscara protetora, luva de borracha e paninhos de algodão

 

ETAPA 1: Limpar

Comecei limpando bem a geladeira. Com um pano umedecido com álcool, tirei as marcas, riscos e gordura. A bichinha estava um horror.

3

ETAPA 2: Lixar

As lixas específicas pra metal que encontro por aqui sempre são desta cor. Pra lixar metal, madeira ou qualquer outra superfície eu costumo cortar a lixa em pedaços menores e dobro cada um deles. Facilita o manuseio e ainda amola a tesoura (Dica subliminar! Sério, se a tesoura tá cega, corta lixa com ela que a bichinha melhora :D)

4

Ó, te digo uma coisa, esta parte é mesmo a mais chata, demorada e cansativa. E também a mais importante porque é ela que garante uma boa aderência do Esmalte e ótimo acabamento. E aqui abro aspas pra dica 2.

DICA 2

Depois de conversar com quem entendia sobre o assunto, resolvi usar a combinação Lixa + Pintura em vez de Lixa + Primer pra Metal + Pintura, entendeu? Se optou por usar esmalte sintético e ele não tiver uma boa cobertura podia aplicar um primer pra metal antes de aplicar o esmalte. O primer pode ser encontrado na mesma loja onde compra o esmalte. Porém, aplicar o primer seria deixar a pintura com mais uma camada, um pouco mais grossa e isso não queria. Então preferi usar só lixa e um esmalte de boa qualidade e cobertura.

Voltando: Protegi a nariga porque o pó que solta é muito. Mais tarde ainda coloquei o óculos de proteção e esses itens são muito importantes. A gente tá lidando com produtos químicos de fábrica, então, é preciso cuidado. Quando uso a Aguarrás também, ponho luva de borracha das grossas porque tenho alergia. E ó que onda: o pó da tinta original que saia enquanto lixava, cheirava à ovo de codorna! 😀 😀

5

3 horas depois, isso, 3 horas depois, lixei a geladeira toda. Lixei uma vez, lixei de novo até ver que tudo estava fosco. Este é um segredo bacana. “Ei, menina véa, mas e as partes de plástico, Eva?” Rá, outra dica!

DICA 3

Enquanto lixava a parte de metal, fui aplicando aguarrás com um pano nas partes de plástico. Isso vai fazer com que o plástico fique levemente, bemmmm levemente mais poroso. Não vai retirar o verniz original, vai apenas deixá-lo mais fino pra gente poder lixar esta parte melhor.

7

Ainda com a DICA 3, peguei uma lixa já usada pra usar nas partes de plástico e fui fazendo movimentos circulares. A lixa nº 180 não marca o plástico e tira a camada necessária pra receber o esmalte.

8

Seguindo pela DICA 3, sobre lixar, mais um toque: A parte inferior da geladeira estava com pontos bastantes enferrujados. Lixei-os também e apliquei o óleo desengripante tira-ferrugem. É um óleo em spray que aplica na parte enferrujada, dá um tempinho de alguns minutos, lixa as partes e o ferrugem sai bem. Limpei um pouco com pano e apliquei um camada bemmm fina de tinta spray pra metal da cor branca pra uniformizar a cor base. Só mesmo na parte onde tinha ferrugem. Se não fizesse isso, o ferrugem podia aparecer mesmo por baixo da pintura.

6

Aí já com o desengripante e com o spray branco. Depois de seco, lixei mais uma vez e apliquei o spray de novo, só um pouquinho, pra não deixar a parte grossa.

10

ETAPA 3: Protegendo e separando as partes da geladeira

Depois de lixar tuuudo e meu braço cair 😀 Mentira, mas juro que vou pedir à papai noel uma lixadeira roto orbital da Bosch-sonho-de-consumo porque já cansei de meu pulso quase abrir de tanto lixar, sério. Os projetinhos podem sair bonitos, mas depois é dor pra caramba. Então, passei um pano seco e limpo pra tirar o pó e comecei a separar algumas partes da geladeira pra poder pintá-la.

Com uma chave de fenda mesmo, as partes de plástico de cima e de baixo se soltam. Se o Termostato for na frente como a minha, os fios ficam presos. Então, deixei tudo no seu lugar porque ainda não chegou a vez de entender de elétrica de geladeira. Vai que puxe um fio e tudo exploda? Eu, hein…

9

A porta é bem simples de tirar também. Com uma chave de boca nº 10, desenrosquei este parafuso aí, tanto o da parte de cima quanto o de baixo, que segura a porta.

11

Em seguida, isolei com fita crepe as partes que não queria pintura. Lembrei de uma coisa: quando a geladeira fecha, sobra uma parte ainda onde a borracha não encosta, então é até aí que devia pintar. Pra saber exatamente onde era, marquei à lápis, ainda com a porta fechada, o limite da fita crepe. Antes dela, vai tinta, depois dela, não, pois já é a parte interna da geladeira.

13

ETAPA 4: Pintura

Tudo isolado, separado, lixado, seco, é hora de pintar! A cor escolhida foi o amarelo gema que já tinha aqui guardado, então, nem precisei comprar esmalte ou outro tipo de tinta. E aí vai mais uma dica:

DICA 4

Comecei pintando os encontros estreitos com o pincel fino. Isso garante que a tinta chegue onde o rolinho não chega direito, não deposita tanta tinta. É quase o mesmo princípio de pintar parede. Faz-se uma espécie de moldura antes de começar.

14Tinha um prato de louça meio quebrado que usei como bandeja, já que a bandeja antiga tinha restos de outro esmalte, então, precisava de uma superfície bem limpa pra depositar a tinta. Comecei fazendo “listras” verticais, de cima pra baixo. Pintei parte do painel e também os puxadores só por fora. Deixei por dentro da cor original, cinza claro. Quis manter assim por conta do atrito da mão quando formos abrir e fechar. Também não precisei pintar o puxador cinza claro de branco, o esmalte cobriria bem, fui avisada.

Se você já usou esmalte sintético com rolinho, sabe que é natural ficar com marcas, uma pressão mais forte do rolinho aqui, outra ali, logo na primeira demão. Então, se nunca pintou, não se assusta, é assim mesmo! A primeira demão é só uma base de cor.

15

O rolinho tem de ter uma boa quantidade de esmalte, mas não encharcado pra não escorrer quando pressionado. Usei o esmalte sintético à base de solvente com secagem rápida, mas se você não tiver o de secagem rápida, outra dica!

DICA 5

Se rodou, rodou pela cidade e não encontro o esmalte sintético à base de solvente com secagem rápida e precisou comprar um comum, tenta achar um catalisador para esmalte sintético. O produto é um líquido, também vendido onde achamos as tintas, que acelera a secagem do esmalte. Geralmente espera-se de 30 a 40 minutos entre um demão e outra. Aqui, além de fazer calor, usei o secagem rápida, então precisei ter pique pra o rolinho não secar. Por hora passava um pouco de aguarrás nele pra umedecer.

Voltando pra ETAPA 4, segui pintando a porta. Foram 3 demãos com intervalo de 30 minutos cada pra chegar no resultado que queria. O acabamento do esmalte é brilhante, nota? Não me agrada tannnto, mas mesmo assim já achei lindo. Mais pra frente te mostro o que fiz pra diminuir o brilho.

16

Pintei o resto da geladeira seguindo a mesma lógica das “listras” e repetindo as demãos.

17

E ainda as partes soltas, como esta da base. Mas só por fora, por dentro desta base ficou branco. Ela é a parte que encaixa na geladeira e não vou vê-la.

18

Deixei tudo secando de um dia pra o outro. Já era início da noite, então, aproveitei pra deixar as janelas abertas e foi secando tudo. No outro dia…

ETAPA 5: Envernizar

Com verniz em spray acabamento mate/fosco cobri de leve a pintura da geladeira na primeira demão. Já usei muito ele por aqui. E aí a dica que te falei acima. Se não quer um acabamento super brilhante, aplica o verniz fosco na pintura que o brilho diminui. No final, o acabamento vai ficar acetinado. Nem tão fosco, nem tão brilhante. Apliquei duas demãos.

20Deixei secando por 12 horas mais ou menos até montar a geladeira de novo. Coloquei a porta primeiro pra poder parafusá-la de volta.

21

Daí, encaixei a parte de plástico do painel com Termostato. É preciso, digamos, meter o murro.. Tá, vou ser mais delicada, dar um murrinho pra encaixar certinho. Tudo no seu lugar, comecei uma parte bem importante.

22

ETAPA 6: Limpeza

Retirei a fita crepe com ajuda de um estilete bem fino. É porque depois de tanta camada de tinta e spray, a fita crepe fica quase plastificada e o estilete fino e afiado, ajuda a retirá-la com facilidade.

23

Com uma luva de borracha mais grossa, umedeci uma ponta do pano (flanela, se quiser) com aguarrás e fui limpando onde tinha excesso de esmalte, onde ficou relevo. Aí fui corrigindo pontinhos que ficaram sem tinta ali e aqui, repetindo o processo.

24

ETAPA 7: Finalização e Customização

Reparou que o painel estava todo detonado, né? Tinha retirado a outra parte meio quebrada com um estilete e ficou este espaço vazio aí. Então, resolvi dá um toque: lembra das folhas de papel que decorei o nosso primeiro quarto em Paris? Folhas lindas e decorativas de papel, com padrões ótimos da década de 70. Fiz a base com papel cartão pra garantir a altura de uma parte pra outra. Recortei com estilete na forma certinha, me baseando pela parte detonada que retirei. Pra proteger o papel, passei fita adesiva mesmo, porque não tinha plástico adesivo transparente. Colei as partes com cola extra forte e amenizei o estrago do painel.

25

E aí está! Geladeira reformada, colorida e com acabamento suuper bom! Oo gente eu adorei, de verdade! Fiz tudo com muita paciência e atenção e saiu muito melhor do que imaginava.

32

Mesmo se pintasse com spray, sei que não ia sair perfeeeeeito, pois é um processo manual. É um feito à mão de primeira categoria, mas me diz se isso não é o gostoso? Aqui alguns detalhes por fora e por dentro, até onde encosta na borracha da porta.

30

29

E olha o painel <3

28

31

CONCLUSÃO E MAIS DICAS

A pintura ficou com um acabamento excelente. Não ficou grosseiro, embolotado.  Ainda dei duas demãos de verniz bem finas, o que ajudou ainda mais a uniformizar. Nas partes de metal a aderência é firme, na parte de plástico demorou mais pra secar e requer mais cuidado, senti. É claro que se passar uma lâmina ou qualquer outro objeto fino com força, vai riscar, mas se isso acontecer, sobrou tinta pra retocar. A secagem é muito importante mesmo. Deixei um dia inteiro quase, sem tocar nela. No total, três dias pro resultado final.

Lembrei o seguinte, pessoal, pra dar cor em uma geladeira velha há outras opções: envelopar com plástico adesivo é a mais procurada. Mas não quis, porque teria dificuldade pra fazer isso nos puxadores e sou péssima com adesivo, fora que não encontrei o tom que queria. A outra opção é usar tinta époxi mais o primer époxi antes de pintar. Nunca usei, então não tenho como te sugerir nada, mas creio que conversando com os especialistas você vai receber boas dicas.  E por fim, pintura automotiva com pistola. Essa é igual a original, duas demãos fininhas, super resistentes e cobre tudo. O acabamento é impecável. Talvez se quiser pintar uma geladeira mais nova que ainda vai passar um bom tempo contigo, é a pintura que mais valha à pena porque é a profissa. Mas com este post agora, mais uma opção, com rolinho e esmalte.

27

No final, tô extremamente satisfeita, marido adorou também e sigo agora pra terminar o que falta da cozinha. Comecei pelo mais demorado e vou passando pra outras fases do projeto econômico da cozinha-mini-corredor. Te mostro aos poucos, blz? Ainda tá tudo branco, tomadas sem espelho, tudo fora do lugar como prefiro. Pra organizar cada detalhe, faço um caos antes. Mas é isso!26

Se tiver dúvida, sugestão ou quiser bater um papo, me escreve. Espero que tenha te ajudado a esclarecer algumas coisas e te inspirado também. Agora a gente vai encarar pintar uma geladeira sozinho ou sozinha!

Um beijo e até já!