18 jan 2016

Como fazer uma fruteira de parede com cestinhas de bicicleta

Postado por: Eva Mota

Entre as várias ideias que pensava (e de algumas, desistia) pra cozinha mini micro corredor, explorar as paredes definitivamente sempre esteve presente. É uma das opções mais buscadas pra espaços pequenos. Prateleiras, ganchos, nichos, organizadores… e porque não uma fruteira?

A inspiração veio há tempos quando estagiei em uma loja de design e conheci a marca Ethnix. Apaixonei! A marca trabalha com vários tipos de objetos de decoração. A cortina que tenho aqui e divide a cozinha da sala é dela, por exemplo, adoro, ótima qualidade e tecido fluído. Mas via também os cestos organizadores de metal pra cozinha, escritório e amava.

2

E vendo o programa Tempero de Família do Gnt, topo com mais uma cesto da Ethnix na cozinha do Rodrigo Hilbert. Ok, Rodrigo, cê é bonitão, mas tô de olho é na tua cozinha, dá licença… Daí nasceu a vontade de ter a minha espécie de fruteira.

1

Resolvi montar a minha que não, não se parece com esta no programa, mas é muito particular, quer coisa melhor? A gente criar, por nós mesmos, algo todo nosso? Pensei aqui e acolá e saiu assim:

1 – Ganhei uma ripa pequena de madeira da marcenaria que sempre vou com o tamanho ideal, 90cm. Já sabia em qual parede ia colocar a peça. A madeira é super maciça, pesada, deu mais trabalho pra furar que uma pínus ou Mdf, claro, mas saiu. Perâe que te dou uma dica que me deram. Aí depois, fui a uma loja que vende bicicletas e acessórios e comprei 3 cestinhas pra bike infantil. A tinta spray azul céu já tinha, foi a mesma que pintei o escorredor, lembra? Dei uma demão de leve sem tanta preocupação de cobrir tudo já que ia trabalhar com parafuso, furadeira e ia descascar de qualquer jeito.

3

2 – Peguei a pecinha que segura a cesta e já vem com ela, medi a posição de cada cesta e os furos e parafusei sem a cesta. Essa é a dica pra madeira muito grossa, dura. Furei tudo cem a cesta, pra “abrir caminho”.

4

3 – Outra dica: troquei os parafusos que vieram com a cestinha por um do mesmo tamanho, largura só que com ponta fina. É que os originais são sem ponta, aí pra furar e prega-los na madeira seria bemmm difícil. Depois disso, fixei as cestinhas com a ajuda desta pecinha que segura a cesta, não deixa ela ficar se movimentando.

5

6

4 – Depois daí reforcei a pintura, cobri onde ainda não tinha cor ou onde descascou.

7

5 – Antes de te mostrar como ficou, uma variação bem bacana que pensei é, se for usar esta peça com objetos mais leves, como garfos, facas, pano de prato, ou então lápis, papel, objetos pra um ateliê, quarto de brincar, etc… A gente pode substituir (Eu, a Bela Gil da Decor 😀 😀 😀 ) Sério, você pode substituir a madeira por um bastão de cortina e os parafusos por ganchos em “S”. As cestas ficam soltinhas, podem ser levadas pra onde quiser depois fixadas novamente. Mas é isso, só mesmo pra objetos não tão pesados.

8

6 – Voltando: já tinha furado as extremidades da madeira depois furei a parede da cozinha na altura entre os rejuntes porque não quis furar no meio da cerâmica. Ou ficaria nesta posição ou mais alto, acima do quadro de luz, o que não queria, porque esta pessoa que vos fala é dotada de apenas 1,66 de altura. E aí, ó! Adorei! Algumas frutas, verduras e legumes à mão, pertinho da bancada, da área onde a gente cozinha.

9

10

11

Espero que vocês tenham gostado! E foi super tranquila de fazer, as cestinhas fáceis de encontrar por um preço super bacana e agora tenho minha fruteira que pode virar organizador pra vários outros locais. Bjbj!

  • annacamila

    Amei muito!!!!
    Vou fazer alguma coisa parecida aqui na casinha… =D
    Só por curiosidade… quanto pagou nas cestas???

    Beijos

    • Muito obrigada, Anna! Que bom que gostou! Vi você comentando lá pelo Insta também, não foi? Mil vezes obrigada. Mas não paguei caro, não. Cerca de R$ 20,00 se bem me lembro em cada em uma loja de bike mesmo. Obrigada por passar por aqui. Um beijo!

  • Juliana Amado

    Muito amor, Eva! Já tinha adorado quando vi no facebook! <3

    • Ju! Muito obrigada, flor! Um beijo grande! <3

  • Caraca, que ideia sensacional!

    Eu tô pesquisando algumas vasilhas pra fazer uma pendente, toda trabalhada no ~macramê. Mas vou te dizer que tô quase revendo meu projeto, essas cestinhas ficaram lindas <3

    • Ahh que massa, Camila! Pô, fico feliz demais por ter gostado. Eu acho mesmo uma ideia tão adaptável e pra várias fins, né? Muito obrigada mesmo, se fizer me avisa! Um beijo grande!

  • Amei a ideia, é bom que não ocupa muito espaço, excelente para cozinhas minúsculas como a minha.

    • Isso, Flávia! Aqui é o mesmo dilema! Como não rola projetar mais móveis agora e nem teria espaço também, tô buscando estas alternativas e claro, mais econômicas. Que bom que gostou, muito obrigada! Um beijo!