Arquivo de maio de 2016
31 maio 2016

Como fazer um porta livro de cano de PVC

12

Eu falei bastante pelas redes do blog sobre o curso de empreendedorismo criativo que já fiz e mais que recomendo, o Decola!LAB, lembram? Como parceira do curso, pessoas queridas se inscreveram comigo e a promessa era, além de acompanhamento no curso, um projeto em 3D pra um ambiente e um mimo surpresa feito à mão. Duas meninas lindonas trabalham com esta nossa e querida revolução: a comida. Propõem maneiras muito mais saudáveis e que resgatam nossas raízes na hora de comer. Então claro que o que criaria pras duas seriam mimos ligados a este universo.

A amiga Ju Rolemberg já passou por aqui com receitas ótimas e agora caiu de cabeça no empreendedorismo criativo, segue estudando e se apaixonando ainda mais. Cheias de livros de culinária e leitora ávida, botei em prática um projeto antigo com cano de PVC que vi pela net pra presentear a Ju e tá na hora de compartilhar com vocês: um porta livro com canos de PVC, muito massa! O material, mais uma vez, simples:

8 pedaços de cano de PVC de 3/4 com 10 cm de comprimento

2 pedaços de cano de PVC de 3/4 com 45 cm de comprimento

2 cruzetas

4 joelhos de 45 graus

4 joelhos de 90 graus

Cola para cano

Lixa

Tinta em spray da cor que escolher

1

Depois de cortar os canos nas medidas certas, a velha dica de lixar as extremidades deita no último tutorial do blog. Comecei fazendo as laterais do porta livro. Colei quatro pedaços de 10cm em cada saída das cruzetas. Esta cola da embalagem verde e branca é bem boa de aplicar. Lembra que é bom aplicar no cano que vai encaixar e onde o cano vai ser encaixado.

2

Repeti o processo com as duas cruzetas que ficaram assim:

3

Enquanto secavam, segui fazendo os suportes superiores do porta livro, unindo os joelhos de 90° a cada ponta dos pedaços de cano com 45cm de comprimento.

4

Colei tudinho e voltei pra lateral do porta livro. Cada “X” que foi feito tinha precisava de uma base, um pé. E foi aí que colei dois joelhos de 45 graus em cada “X”, repara:

5

Essa inclinação de 45º é perfeita pra fazer um pé, uma base de apoio além de acabamento. Em seguida, nas outras duas pontas dos “X” encaixei os suportes superiores. A peça então, ficou de pé

7

E com a base assim, apoiada, nada em falso e segura.

6

Escolhi a tinta em spray Verde Menta e comecei a pintura.

8

E cabô! Aí como deve ficar! Tudo conectado direitinho, firme e já com a pintura seca, que por sinal tem um acabamento perfeito!

9

Depois é só arrumar os livros. Este porta livros vai bem num cantinho no chão mesmo e pode receber livros de diversos tamanhos…

10

… ou também por ir naquela peça e receber os livros com mais organização.

11

12

Aí tá o meu mimo pra mais uma querida que virou aluna do Decola!LAB. Pra organizar os velhos e novos livros sobre o que ela ama fazer. Te mostro o outro já. E quem fizer, já sabe, né? Joga na roda e mostra

 

27 maio 2016

Como fazer um suporte para câmera fotográfica com cano de Pvc

13

E aí, todo mundo, como vamos?

Já tava aqui no ponto pra postar no início dessa semana os tutorais de projetos super bacanas que tenho feito por aqui. Mas aí, sabe comé, a vida vem lá e PEIIII! Um código, um código miúdo deu uma pane no blog que pra descobrir, demorou. Tudo resolvido, estoy aqui pra te mostrar esse tutorial mais que interessante!

Se já tá por aqui há algum tempo, sabe que já falei que marido também é jornalista como eu e um criativo. É diretor de fotografia no cinema, professor de cinema e realizador. Já já segue pra outra viagem por esse Brasilzão pra filmar outros mundos. Aí tava na maior agonia precisando de um suporte bem específico pra quem trabalha com fotografia e filmagem, o Kit fig/top handle.

Como ele já tinha investido em novo equipamento, lentes, a grana evaporou e nada do suporte. Então, ele buscou alternativas e acabou encontrando este passo-a-passo com canos de pvc pra fazer o suporte. O kit é uma mão na roda, tanto pra quem filma, porque permite muito mais liberdade durante a realização quanto pra quem fotografa, pelo mesmo motivo e ainda a possibilidade de fazer fotos em ângulos mais diferentes. Então, anota aí os materiais. É tudo muito simples!

MATERIAIS:

Dois pedaços de cano de Pvc de 3/4 com 2cm

Um pedaço de cano de Pvc  de 1/2 (meia polegada) com 10 cm

Dois pedaços de cano de Pvc de 3/4 com 12 cm 

Um pedaço de cano de Pvc de 3/4 com 14 cm

1 “T” para cano de 25mm

2 “Caps” para cano de 25mm 

3 joelhos de 90 graus para cano de 25mm

Tinta spray da cor que preferir

Um parafuso pequeno com rosca borboleta

Quatro parafusos pequenos, com até 1,5cm de comprimento

Cola para cano

Cola de resina epóxi 

Um punho de plástico para bicicleta

Uma placa fina de alumínio com 15cm de comprimento por 10cm de largura

Furadeira

Lixa 200, régua, marcador

1

Depois de cortar cada pedaço de cano é preciso lixar as rebarbas. Fiz assim, em movimentos circulares com o próprio cano.

2

Todos os canos preparados, hora de fazer a base. Observa a foto. Conectei aos joelhos, o pedaço de cano de 2cm e colei ao T. O pedacinho pequeno de cano serve como um conector mesmo, deixando a ligação mais segura. Antes disso, passei cola no pedacinho de cano. Ah, o T tem de estar com a saída pra cima, beleza?

4

3

Com esta parte pronta, colei os dois pedaços de cano com 12cm.

5

E em seguida, colei os caps nas extremidades.

6

Com a base pronta, marquei os furos que iam receber a placa de alumínio.

10

Dica importante

Pra segurar a câmera na base é necessário fazer um furo maior por onde o parafuso pequeno com rosca borboleta vai passar e segurar a base da câmera. Câmeras semi ou profissionais vem com um orifício na base pra o encaixe de tripé. Cada câmera tem uma posição, por isso, o que eu fiz pra furar no lugar certo, foi desenhar, contornando a câmera na placa de alumínio e medindo as distâncias das laterais até o furo. Pronto, assim fica certinho. Mas mais pra frente te mostro de forma mais clara.

Furos feitos na base, encaixei o pedaço de cano de 14cm na saída do T. Reforcei com cola por fora também.

7

No fim desta parte do cano, conectei o último joelho de 90 graus com a saída virada pra frente e encaixei o pedaço de cano de 10 cm. Depois pintei com tinta em spray preta fosca. Olha a imagem:

8

Depois da tinta seca, colei o punho de bicicleta com a própria cola pra cano. O punho é fechado em uma das extremidades, então não precisa de acabamento.

Untitled-9

Outra dica importante

O parafuso pequeno com rosca tipo borboleta precisa ser fixado na rosca, colar mesmo. Então, a cola de resina epóxi (Aradilte) resolve. Colamos o fundo da rosca com a parte logo abaixo da cabeça do parafuso.

11

E aqui como ele deve ficar, com a rosca e cabeça virados pra baixo e parafuso encaixando na câmera. Repito, cada câmera tem seu furo, é preciso medir antes.

12

Câmera segura e tá pronto! Olha que massa, gente!

13

14

Um suporte que ajuda e muitoooo a galera do audiovisual ou mesmo quem faz por hobby! Firme, seguro e com mais liberdade pra filmar/fotografar!

15

16

É isso gente, até já! Tem mais um DIY com cano de pvc muito massa pra compartilhar já! Beijo e me espera que eu volto!

18

 

 

 

 

 

 

 

 

 

11 maio 2016

Transformando uma pecinha em um roupeiro

9

A possibilidade de criar móveis criativos com peças reaproveitadas ou econômicas me fascina. Sem dúvida é uma das coisas que mais gosto na decoração com a qual trabalho! Ainnn que massa! Ok… ok… se deixar coloco mais exclamações e a empolgação… ah, minha gente, essa vai longe 😀

Resolvi compartilhar esta ideia que reúne reaproveitamento com criação prática de um roupeiro e pensei nas variações também. No tutorial abaixo, uma pecinha tipo nicho com prateleira foi usada para a base do roupeiro. Mas não precisa ser uma igualzinha. Dois caixotes empilhados, dois nichos menores um em cima do outro, até um pequena mesa, ou um pequeno “rack” pra televisão. Adaptar no processo criativo é outro gostoso desafio e faz nascer resultados ainda mais autênticos.

Neste passo-a-passo em especial, o material usado foi:

Uma peça pra base tipo nicho do tamanho que você escolher

4 hastes de madeira de 28mm de diâmetro e 2 metros de altura

1 haste de madeira de até um metro de comprimento

Uma placa de madeira medida a partir da peça base. Com 30cm a mais pra cada lado

2 tiras de couro de 40cm de comprimento por 5cm de largura

Broca chata pra madeira de 32mm 

Parafusos de até 2cm e anilhas

Este tipo de criação requer ferramentas como serra tico-tico, furadeira, nível e outros itens que quem já é adepta ou adepto das criações manuais com madeira pode ter. Mas vale à pena pedir emprestado, fazer mutirão com aquela amiga que tem, com o amigo jeitoso e curtir esta manualidade. Então tá, sigamos.

O primeiro passo é medir a altura da peça e marcar, cerca de 3cm abaixo da borda do móvel e acima do fim do móvel, esta altura nas hastes. Repara a foto:

1

Pra facilitar, os furos devem ser feitos antes na madeira pra ela não escorregar e em seguida, fixar no móvel.

2

A placa de madeira agora deve ser marcada assim: encostando a madeira por dentro da estrutura, delimitando as larguras das hastes e deixando cerca de 5cm pra cada lado.

3

4

Com o limite feito na prancha de madeira, é hora de fazer um rasgo onde mais tarde as hastes vão entrar. Antes, seguindo as medidas abaixo, um molde deve ser riscado. Você pode seguir este molde aqui:

11

Observa que as medidas estão em milímetros, então, 100mm vira 1ocm, 68mm, 6,8cm e assim vai. O molde vai ser riscado retangular mesmo, pra depois ter as pontas arrendondadas com uma broca chata pra madeira. Depois do desenho pronto, é preciso furar as duas extremidades com a broca e a partir delas fazer o rasgo.

5

Rasgo feito é hora de juntar as bordas das fitas de couro, deixando transpassar 3cm de uma ponta pra poder prender com o parafuso e anilha. Com a alça fechada, vamos fixá-las a 5cm do rasgo.

6

Depois daí é só encaixar as hastes nos rasgos. Pela própria abertura das hastes, a tábua vai encaixar em um determinado ponto, observa. Mas mesmo assim, é necessário medir o nível pra checar alguma inclinação e fixar um parafuso fininho no limite por baixo da tábua, como na marcação pontilhada. Nas alças, encaixar a haste menor. Se sobrar excesso dela, dá pra cortar com a serra.

7

 

E cabô!

12

10

Olha que roupeiro que ficou lindão?

9

Esse é mais outro projeto pra lista de execução. E você gostou, hein? Cadê tu que nunca mais apareceu aqui nos comentários? Me diz o que achou, se quer mais tutoriais assim, assado, bora papear porque eu adoro, minha gente, oxente! Um beijo!

Tutorial e foto via.

 

 

 

 

 

 

09 maio 2016

Como fazer uma mesinha com canos de cobre

8

Eita saudade, povo meu… Há tempos não vinha aqui com um tutorial do jeito que a gente gosta: criativo, fácil e econômico. Mas vislumbro mudanças lindas e posts mais ainda pra este bloguinho que vos fala. Já te disse há tempos que muita coisa aqui tá mudando, ateliê, sala, cozinha e claro que vai rolar muito passo-a-passo pra compartilhar. Não só daqui de casa, mas das casas dos clientes dos projetos de interiores que tenho feito. Demora, um projeto não nasce da noite pro dia, são diversas fases até ter foto bonitinha pra gente postar. Mas se vocês estão comigo, eu vou bem <3 Antes de ir atualizando e mostrar onde tenho botado a minha mão na massa, trouxe este tutorial que adoro! Então, se tá precisando de mesinha lateral, pra área interna, externa, aquele cantinho que precisa de amor e cor, vem comigo! Vamos aprender como fazer uma mesinha com canos de cobre, ebaa! Aí os materiais.

1

Anota aí pra comprar direitinho:

6 pedaços de cano de cobre de 16mm de diâmetro com 35 cm de comprimento

2 pedaços de cano de cobre de 16mm de diâmetro com 25 cm de comprimento

2 pedaços de cano de cobre de 16mm de diâmetro com 15 cm de comprimento

6 pedaços de cano de cobre de 16mm de diâmetro com 7,5 cm de comprimento

6 “Tês” conectores de 16mm de diâmetro

8 joelhos/cotovelos de 16mm de diâmetro e ou 8 curvas com 90° de angulação

Um pedaço de madeira de 40cm de comprimento por 35cm de largura e 2cm de espessura. A minha xodó, Pinus, pode ficar perfeita.

4 parafusos pequenos

Fita adesiva

2

Hora de cortar os canos. Se não tiver como cortar em casa, como é o meu caso, pede na loja mesmo pra cortar ou então, levar os canos em um serralheiro pode ser uma boa opção. Depois dos pedaços cortados, vamos montar. Essa dica eu aprendi há tempos com mainha que adora montar e desmontar as coisas da casa. Aí ó, tive a quem puxar. Mas o tutorial também lança mão da boa e velha fita adesiva pra melhorar a aderência quando encaixar um peça na outra.

3

Pra fazer as laterais da mesinha, a gente precisa montar um quadrado duas vezes. E este quadrado da seguintes forma (vai observando a imagem, beleza?)

Separe dois pedaços de 35cm. Nas duas extremidades de cada, encaixar os joelhos/cotovelos. Serão ao todo, quatro joelhos encaixados.

Pra lateral esquerda, vamos seguir o sentido de baixo pra cima. Primeiro, encaixe o pedaço de cano de 25cm no joelho. Na extremidade do cano de 25cm, encaixe um T conector virado pra cima. Complete a lateral encaixando um pedaço de cano de 7,5cm no T conector e a extremidade desse cano no joelho. Tudo na lateral esquerda, sacou?

Agora vamos pra lateral direita, de baixo pra cima. No joelho, encaixe um pedaço de 7,5cm em seguida encaixe um T conector neste pedaço. Depois, neste T, encaixe um pedaço de cano de 15cm. Na sequência, outro T conector, nele, outro pedaço de 7,5cm e por fim, este pedaço deve ser conectado ao joelho.

Tudo certo por aí? Uma lateral tá pronta. Agora a gente repete o processo pra fazer mais uma lateral. Ao todo, duas laterais.

4

Depois só é encaixar os últimos 3 pedaços de cano de 35cm nas aberturas dos T conectores. E a peça deve ficar assim como na imagem.

5

Depois da base pronta há duas possibilidades de fixação do tampo de madeira. Uma é furar os canos antes pra encaixar os parafusos e perfurar a madeira. E outra é como o tutorial sugere: colocar a madeira por cima e parafusar por baixo dela, junto as laterais do cano, pra evitar com o que tampo se desloque. Observa a imagem. Já vi projetos assim, dá super certo. Lembrando que o parafuso não pode ultrapassar o tampo superior da madeira, beleza?

6

O acabamento fica assim, com os parafusos por baixo. Lindona esta mesa petit!7

E aí pronta! A mesinha de cano de cobre com tampo em Pinus, prática de fazer e sem firulas. Vou aplicar este tutorial num projeto lindão de uma cliente especial nas próximas semanas, prometo voltar pra te mostrar. Vale também ser canos de pvc, pintado, colorido, com o tampo da mesa também ou o tampo revestido por tecido, hein? Variação é o que não falta pra esta peça que sim, vai pra minha lista de execução e de xodó! Um beijo, gente!

8

Tutorial e fotos via.